Coração manda em Deyverson...

Avenida Brasil 02-02-2019 08:48
Por João Almeida Moreira

NO final do empate com o Red Bull, Deyverson, folclórico atacante do Palmeiras que passou por Benfica e Belenenses, não cabia em si de contente, apesar do resultado: havia tatuado no braço «coração é quem manda», o título da nova canção de Camila Nogueira, a cantora sertaneja com quem namora desde o réveillon. Vamos ver se ganha coragem e tatua todo o refrão: «Coração é quem manda. Mandou amar a gente ama. Eu esquecendo ele lembrando, olha eu fugindo e ele levando eu de volta para a sua cama.»

... e na fã número um de Paulo Nunes


Priscilla Baviera esperou 20 anos mas entregou finalmente a carta de dezenas de metros (!) que escreveu enquanto teenager como fã do atacante Paulo Nunes, que passou pela Luz. Aproveitando as gravações itinerantes do programa Globoesporte, no qual o ex-atleta é comentador, Priscilla foi à edição em Ribeirão Preto, a 350 quilómetros de São Paulo, entregar a missiva repleta de «eu te amo, eu te amo» que não conseguiu oferecer em 1999, quando o Palmeiras visitou a cidade para defrontar o Botafogo local mas saiu tão rápido do hotel que Paulo Nunes nem cumprimentou os fãs, entre os quais Priscilla.   

Dedé e o amor ao Volta Redonda

O pequenino Volta Redonda, clube do interior do Rio de Janeiro, defrontava o todo-poderoso Atlético Mineiro, favorito a ganhar a Copinha, gigantesco torneio júnior disputado em janeiro. E venceu! Nas redes sociais, Dedé, zagueirão do Cruzeiro e da seleção, escreveu «segue o baile». Os adeptos do galo responderam com veemência, no mínimo, ao comentário do craque do rival, indignados por ele estar a gozar, de forma gratuita, com o clube. Mas não se tratava da rivalidade galo-raposa e sim de amor... O amor eterno de Dedé, nascido e criado em Volta Redonda, ao popular Voltaço. 
 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias